Alquimista do Saber

“Se escrevo o que sinto é porque assim diminuo a febre de sentir.” Fernando Pessoa

Mais uma vez chega a insônia e a madrugada inspiradora, que me faz ter uma demasiada criatividade e faz borbulhar meus pensamentos. Dessa vez emerge de mim, textos, frases, imagens e vídeos que por si só falarão de sentimentos. Não espere agora textos melancólicos, nem espere um texto agradável à sua leitura, escrevo apenas para mim e para quem precisa ouvir essas palavras.



Há coisas que são tão inexplicáveis como as perguntas existenciais da vida, mais do que isso, elas são mais duais e confusas, do que qualquer resposta que você queira ter. Há coisas que queimam como uma chama incensante e incontrolável, amordaçando meus sentidos e destruindo meu orgulho. Essa poderosa ferramente do ser vivo que gosto de chamar de mente, me dar poderes imagináveis, assim como me faz às vezes perder o controle, tento comandá-la, dizer: NÃO QUERO ISSO! mas infelizmente ela é irmã dos sentimentos e por mais que eu tente tirar da cabeça o que tá no coração, minha mente me impele, com lembranças, angústias e saudades, sempre fazendo pensar em você. Por que tudo tem que se tornar difícil para se tornar o melhor? Talvez a dificuldade do percusso, esteja na essência dos grandes sabores, mas também essa dificuldade de conseguir seja o treinamento necessário para o aprendizado dos sonhos.


Tudo é como se fosse uma bola de neve que por mais que queira fugir, que tente me esconder, me calar, me ausentar, as forças de qualquer lugar que sejam me levam de volta à você. Algo especial brota do seu olhar, magnífico das suas palavras e como uma incensante dor boa de sentimentos, consegue controlar minhas emoções... você os sugas, você sabe como desestabilizá-lo, às vezes acho que você gosta disso, que você me quer aos seus pés, MAS SERÁ MESMO QUE VOCÊ CONSEGUE? Ou será que o sonho de ser uma borboleta ou de um homem estar entre a gente, será isso apenas um sonho maluco, onde acordamos e não sabemos o sentido e o significado dele? O zodíaco confundiu as ordens das estrelas e disse que vou tê-la, a razão diz que nunca vou tê-la, a sorte do orkut diz que você virá para mim hoje, a madrugada diz que estava apenas sonhando e você não é real. O que é real nisso? Poderia ser surreal? Ou será que jamais será real?!

Minha espiritualidade materialista cética (Incoerência Crônica) me faz "crer" que existe uma onda de energia física-transcendental (existe isso) que me leva a você, como um buraco negro que atrai todas as energias que brotam a seu redor assim é você. É difícil acreditar que isto seja humano, ou real, minha razão epistemológica te evita e quer te apagar com um "Delete", mas o que é isso?! Meu computador criou um vírus que essa função é impossível. Vontade tenho é de quebrá-lo e comprar outro, mas será que virá outro? ou OUTRA? Me diz o significado de você querer se tornar única para mim e ser de outro? Você gosta disso? ou faz por diversão? Sei que posso ser um palhaço, mas quem disse que palhaços não fazem truques? E quem disse que não posso esquecê-la? Você tem certeza que não? Eu apenas tenho certeza que não tenho certeza e que a certeza é tão confusa quanto ter certeza (entendeu?).

Revigora-se de júbilo por ter-me nas mãos, mas morra com seu ego por me fazer pensar em você, viva de júbilo por ainda escrever para você. Mas saiba com a convicção que a matemática fornece, NADA DURA PARA SEMPRE NEM MESMO A FRIA CHUVA DE NOVEMBRO (Axel Rose). Empolgue-se e aproveite seu momento de glória, enquanto a ferida não cicatriza, sorria minha destruição e reverencie essa escravidão, mas tome cuidado, um dia isso pode se inverter. Como o sol e o planeta Theia que no início de sua formação girava em torno da mesma órbita, e um dia se colidiram assim fomos nós, nessa colisão o planeta Theia foi totalmente despedaçado e partes do centro do sol foram arrancados, mas a força gravitacional da terra (que é você) fez esses pedaços se unirem com tempo, pedras incandescentes com pedras incandescentes se juntaram em tamanha precisão até formar o que chamamos de lua (eu), o que poucos sabe é que a cada ano a lua se distancia mais do sol (e assim acho necessário com você). Sua força gravitacional, sentimental, física, metafísica, transcendental, o diabo que você quiser entender que seja, me distancia de você e acho que isso se faz necessário.



Idéias confusas? Incoerências? Acredite que seja isso, mas junte tudo e verá a "verdade" ou a ilusão. Tudo parte do princípio MORIAS, não vou explicar o que significa. Nem vou explicar porque escrevi isso, assim como aqueles que esconde m seus medos através de mentiras e fugas, explico minhas causas com essas incoerências. Mas sei que você sabe o que escrevo, sei que isso será apenas um alimento do seu ego, mas saiba, fiz não para tê-la para mim, mas para saber que nem sempre vai me ter. Mas confessando o que seria ser inconfessável, nada é tão bom para mim quanto você. Assim como a lua recebe o brilho do sol. Você me faz ter o brilho da noite quando durmo e me faz ter a escuridão quando acordo. Enfim você é um mistério que a ciência e o amor não pode explicar.




Abaixo essa poesia de Pablo Neruda


Saudações Tolas a Todos

4 Comentários:

Mais uma vez to aqui lendo suas postagens... sabia que adoro como escreve??

só comentei pra dizer que seu texto ta ótimo...
um pouco inflamado, mas intrigante...


um beijo da sua leitora assidua!

Este comentário foi removido pelo autor.

A Poesia de Pablo neruda é Magnífica.
Tu estavas com insônia mesmo quando escrevertes?
Ficou muuito Real.
Como se estivesse sonhando acordado..
Fala de ''amor'', de medo, de insegurança e de possibilidades.

Adoro vir por aqui.
Sucesso

Sim, quase todas as postagens que eu escrevo, são em momentos de insônia, e o lance do real, é o que você falou, tentei escrever algo meio que surreal, meio que sonhando acordado mesmo... hehe.

Beijos
:*

Postar um comentário

Facebook

Pesquisar este blog

=D

Minha foto
Rio Branco, Acre, Brazil
Wesley Diógenes

Criar seu atalho
Contato: wesley_diogenes@hotmail.com Quero explicar que o nome alquimista do saber vem da ideia de uma busca constante do conhecimento e do aprendizado, é como se fosse um aventureiro em busca de uma dialogia de filosofias para chegar a um determinado conhecimento, o nome do blog não passa de uma analogia e não se configura como uma prepotência da minha parte.

Chat de Impressões sobre o Blog e Discussão

Citações

Brilhar para sempre,

brilhar como um farol,

brilhar com brilho eterno,

gente é para brilhar,

que tudo mais vá para o inferno,

este é o meu slogan

e o do sol.

Vladimir Maiakóvski


Os que mais amam são os mais egoístas - Dostoiévski


Já dizia Dostoiévski em os Irmãos Karamazov: "SE DEUS não existe e a alma é mortal, tudo é permitido"


"A memória do coração elimina as más recordações e magnifica as boas, e graças a esse artifício, conseguimos superar o passado." Gabriel García Márquez


"Um alquimista é aquele que vive sua lenda, Desbrava o desconhecido, que sabe que para chegar ao impossivel tem que caminhar por caminhos impossiveis. Brilha sua luz!Sua individualidade coletiva questionadora. Vamos nessa! Navegar é preciso." Clenilson Batista

Viagem Sensorial

Viagem Sensorial
Nas busca irreal do real, vivemos a loucura como o refúgio de não conseguirmos jamais nos adaptarmos à normalidade.

Livros Favoritos

  • Almas Mortas
  • Amor nos Tempos de Cólera
  • Cem Anos de Solidão
  • Crime e Castigo
  • Do Amor e Outros Demônios
  • Dom Quixote
  • Elogia da Loucura
  • Lolita
  • Mais livros no site http://www.skoob.com.br/usuario/mostrar/144017
  • Metamorfose
  • O Anticristo
  • O Cortiço
  • O Morro dos Ventos Uivantes
  • O Pequeno Príncipe
  • Os Irmãos Karamazov
  • Águas para Elefantes
Ocorreu um erro neste gadget

Ah chinnnn, ops Che!

Ah chinnnn, ops Che!

Adooroo

Adooroo

Surrealismo

Surrealismo